Windows Live Messenger

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Serra: o gestor sem metas nem indicadores
Enviado por luisnassif, ter, 16/10/2012 - 13:22
Autor:  Luis Nassif
Uma bela entrevista da CBN com Serra. Em determinado momento, os entrevistadores insistem para que Serra apresente cinco metas.
Metas são as medidas, o quantitativo, para cada proposta. É a base de qualquer gestão moderna. No próprio município houve avanços com o Nossa São Paulo levantando as metas propostas pela gestão Kassab e cobrando os resultados.
Serra foi incapaz de apresentar uma meta sequer. Limita-se a apresentar propostas genéricas, sem conseguir detalhar uma só.
A entrevistadora pede metas:
1. A Bolsa Creche é uma delas, responde Serra. A entrevistadora pergunta para quantas pessoas. Serra diz que as pessoas precisarão ser avaliadas. A entrevistadora diz que ele não sabe então qual a meta. Ele responde que sabe, mas não diz o número. Diz apenas que é uma bela meta e é um número bem preciso. Mas não diz qual.
2. Transformar 30 AMAS em AMAS 24 horas. Isso não é meta. Meta seria definir a quantidade de atendimentos, o número da população atendida etc.
3. Reajuste para professores. Isso não é meta, jamais foi. É proposta, mas não é meta.
4. A entrevistadora insiste em outra meta. Ele fala do Expresso Tiradentes. Não é meta, é obra.
5. O aumento do número de horas de permanência na escola na rede da prefeitura. A entrevistadora pergunta para quantos alunos. Serra responde que alguns já têm, e é só.
 6. Metas de corredor de ônibus? Diz não ter meta determinada porque tem que olhar cada projeto, avaliar e medir custos. E vai fazer o máximo possível. Diz que tem que ver qualidade, custo. O entrevistador pergunta se não deveria estar previsto no seu plano de governo. Serra diz que está consultando o plano mas não encontra o dado e não responde.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário